Programação é um mundo fantástico… E mais fantástico ainda é a velocidade com que as novidades surgem e desaparecem… A pergunta é: até que ponto devemos nos atualizar a cada nova tecnologia que surge?

Se pensarmos em plataforma .NET, é impossível lembrar de cabeça todas as novidades apresentadas pela Microsoft nesses últimos tempos: WCF, WPF, Silverlight, Entity Framework, LINQ, ASP.NET MVC, etc, etc… É simplesmente impossível manter-se atualizado (com um bom nível de conhecimento, obviamente) em todas elas!

Pergunto novamente: Mas precisamos mesmo nos atualizar? Não, não precisamos. O principal objetivo de um desenvolvedor de software é entregar software para o cliente. Se hoje você desenvolve bons softwares, que agregam valor para seus clientes, e não faz uso das últimas novidades, não se culpe, você não está errado! Você não precisa re-programar todo seu sistema só porque dizem que o novo framework XPTO é bom! Programamos não para satisfazer nossos egos (afinal, quem não gosta de estar sempre atualizados, utilizando das melhores e mais modernas práticas?), mas sim para atender a necessidade do cliente. Se você já atende o seu cliente, não tem porquê mudar!

É a velha história do projeto perfeito e do projeto bom, onde todo projeto perfeito quer ser um projeto bom! O projeto perfeito nunca fica pronto, pois não dá tempo, seus desenvolvedores sempre querem o manter atualizado com as últimas novidades! Já o projeto bom, como o próprio nome diz, não é perfeito, não utiliza das últimas tecnologias de mercado, mas funciona, e o melhor, atende ao cliente!

Não estou dizendo que você não deva se atualizar. Claro que deve! Mas tudo isso deve ser feito de maneira cautelosa, estudada, e o mais importante: seu cliente não deve pagar por isso! Se algum framework promete ajudar no desenvolvimento e poupar futuras horas de desenvolvimento, faça testes, brinque, use e abuse dele, até ter certeza de que ele vai realmente lhe agregar valor, e que ele não vai ser um gargalo na hora do desenvolvimento.

Uma coisa que tem me chamado a atenção é o foco que as pessoas tem dado ao novo ASP.NET MVC, da Microsoft. As pessoas tem pulado de cabeça nessa novidade, sem nem pensar no impacto que isso vai ter sobre a equipe de desenvolvedores e sobre a qualidade do software que será desenvolvido. Será que os WebForms são tão ruins assim que merecem serem trocados de forma praticamente instantânea? Caso você ache que vale a pena trocar toda a experiência que sua equipe e investir horas de estudo nesse novo framework, pois o MVC vai lhe ajudar a escrever melhores softwares, siga em frente; caso contrário, não se sinta mal, continue usando WebForms e atendendo seu cliente da melhor maneira possível!

Não se esqueça da frase (da qual não me recordo o autor): Bons desenvolvedores DESENVOLVEM software. Ótimos desenvolvedores ENTREGAM software.

(Uma discussão do grupo .NET Architects me levou a escrever esse post)