Como você usa pré-processadores CSS?

Pré-processadores CSS estão na moda. Afinal, eles dão poder para CSS que, por natureza são simples, mas nada fáceis de manter. O pessoal da Universidade de Concórdia acabou de fazer um estudo empírico bem legal sobre o uso de SASS e LESS.

De forma resumida, os resultados encontrados foram:

  • Desenvolvedores declaram principalmente variáveis globais (89% dos casos), especialmente para armazenar cores (45% dos casos).
  • Aninhamento (nesting) é bastante popular. 78% dos seletores são aninhados.
  • 2/3 dos mixins são reusados duas ou mais vezes. Interessantemente, 42% deles são usados para lidar com propriedades específicas de browsers (-webkit-*, etc).
  • Desenvolvedores preferem mixins sem parâmetros do que usar herança.

O artigo vai mais a fundo, sugerindo razões e possíveis ferramentas focadas para ajudar desenvolvedores nessas situações (refatorações, por exemplo). Você pode ler mais no preprint do artigo que será apresentado no SANER 2016:

E aí? Os números são o que você esperava? Ou você faz diferente?

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *